domingo, 23 de agosto de 2009

Só Madeira e Algarve têm ocupação superior ao Douro

O Douro está a ser mais procurado. Nos meses de Maio e Junho registaram-se taxas elevadas de ocupação hoteleira. Entre as entidades regionais de Turismo nacionais, só ficou atrás do Algarve e da Madeira.

A Turismo do Douro revelou, ontem, que a região que tutela foi mais visitada por turistas nacionais e estrangeiros no passado mês de Maio, tendo registado taxas de ocupação de camas na ordem dos "40% nos dias úteis e dos 60% nos fins-de-semana". A contabilidade mostra que naquele mês ficou à frente dos pólos turísticos da Serra da Estrela, Leiria-Fátima, Oeste, Litoral Alentejano, Porto Santo e Alqueva. Este último foi o que mais se aproximou do Douro, com taxas de ocupação de 37%. Ao fim-de-semana, a região duriense conseguiu mesmo ficar à frente das áreas regionais de turismo do Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo, Algarve e a Região Autónoma dos Açores.

Em Junho, a procura caiu ligeiramente por causa do apelo pelo sol e praia, mas subiu nos fins-de-semana, comparativamente a Maio, tendo-se registado ocupações de 63,6%. Desta vez, a Madeira conseguiu melhor resultado, com 66% em idênticos dias.

Os números de Maio e Junho levam o presidente da Turismo do Douro, António Martinho, a concluir que "a região está a ser cada vez mais procurada" e que tal facto "é bom para os empresários de hotelaria e restauração que investiram no Douro".

Este sucesso é "gratificante", diz Martinho, dado a aposta feita na promoção do Douro como destino alternativo ao sol e praia. É o caso da candidatura à lista mundial das Maravilhas da Natureza, o que deu mais visibilidade internacional. O medo de viajar para o estrangeiro, por causa da Gripe A, também terá contribuído para a opção de alguns turistas nacionais.

Jornal de Notícias

Sem comentários: