quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Crise faz disparar turismo interno na Inglaterra

Dados recentes do Inquérito de Turismo do Reino Unido (United Kingdom Tourism Survey ) revelados pela VisitEngland, indicam que o turismo interno na Inglaterra cresceu 14% nos primeiros seis meses de 2009, enquanto o turismo externo desceu 17%.
Nas contas da VisitEngland, tal aumento do turismo interno corresponde a mais 2,6 milhões de viagens e mais de 9,1 milhões de dormidas, de Janeiro a Junho 2009. Embora o número total de pernoitas tenha descido 1% desde Janeiro, resultado onde se incluem as visitas a familiares e amigos e o segmento de MI - sector que continua a ressentir-se da crise - o turismo de lazer na Inglaterra mostra alguns sinais do optimismo dos consumidores, com um aumento de 5% nos gastos, confirmando que o Verão de 2009 foi passado em casa.


Além disso, o grupo de pesquisa da VisitEngland, iniciado em Agosto, indica que a atitude para com o turismo doméstico está a mudar. Os inquiridos assumem muitas vezes conhecer melhor alguns destinos estrangeiros do que o próprio país e consideram que, além da "experiência genuína, aprenderam imenso sobre as regiões de Inglaterra".

James Berresford, director executivo da VisitEngland, está moderamente optimista quanto ao futuro do turismo britânico. "A Inglaterra está de novo na moda e os britânicos estão a redescobrir a diversidade e o apelo das férias em casa. É uma tendência que tem vindo a ser desenvolvida nos últimos anos e que pretendemos continuar com a ajuda da indústria do turismo". "Sabemos que as pessoas procuram experiências desenhadas à medida dos seus interesses, seja um retiro espiritual, seja uma aventura ou um city-break. E estão a tomar consciência de que a Inglaterra consegue dar-lhes isso e muito mais".

A campanha de TV "VisitEngland's Enjoy Every Minute" está no ar desde 8 Septembro e encoraja os short breaks e visitas de um dia para o Outono. A campanha já atingiu cerca de 30 milhões de ingleses, 61% da população adulta de Inglaterra.

"Há claramente segmentos ainda em dificuldades, como o mercado das conferências e eventos. Mas enquanto indústria, este é o momento para reagir e assegurar que quando as circunstências económicas melhorarem, termos uma estratégia robusta para atrair novos visitantes e fidelizar os repetentes," afirma James Berresford.

Publituris

Sem comentários: