terça-feira, 21 de julho de 2009

Turismo com acesso facilitado ao QREN

A estratégia Turismo 2015 foi reconhecida como pólo de competitividade e tecnologia pelo COMPETE – Programa Operacional Factores de Competitividade. As empresas turísticas têm assim um acesso mais facilitado às verbas do Quadro de Referência Estratégico Nacional.

A estratégia “Turismo 2015” foi reconhecida através da assinatura de um contrato específico pelo presidente do Turismo de Portugal, Luís Patrão, e pelo gestor do COMPETE - Programa Operacional Factores de Competitividade, Nelson de Souza, numa sessão presidida pelo Ministro da Economia e da Inovação, Fernando Teixeira dos Santos.

Este pólo de competitividade e tecnologia permite alinhar todas as candidaturas de empresas do sector de acordo com a mesma estratégia global, facilitando não só o acesso, como também a obtenção de melhores condições de financiamento, ao criar condições para que as empresas do turismo possam concorrer apenas entre si, e não com empresas de outros sectores.

Em comunicado do Turismo de Portugal, declara-se que o Turismo 2015 permitirá “um maior ajustamento dos instrumentos de apoio financeiro às especificidades e prioridades estratégicas do sector, a par do alinhamento e articulação dos processos de candidatura a fundos comunitários, num contexto de condições preferenciais e majoradas de acesso ao financiamento”.

Seis projectos âncora para a estratégia de eficiência colectiva no Turismo vão ter apoio assegurado no QREN: o Centro de Investigação e Formação Avançada em Turismo (CIFAT) de Portimão, a Rede de Investigação e Desenvolvimento, através da qual se estimulará os sectores cientifico e empresarial a desenvolverem projectos de investigação conjuntos com aplicação no sector, e o Registo Nacional de Turismo, bilhete de identidade das empresas, preenchido pelas próprias, e que permitirá a todo o momento uma radiografia do sector.

Outros projectos com financiamento do QREN serão o Sistema de Qualidade, que estabelecerá normas de qualidade para os serviços com base nas melhores práticas internacionais, a Certificação da Formação, designadamente o reconhecimento dos cursos das Escolas do Turismo de Portugal pela Universidade de Lausanne (considerada a melhor do Mundo), e a Campanha Internacional do Turismo.

Turisver

Sem comentários: