segunda-feira, 10 de maio de 2010

Receitas do Sá Carneiro vão pagar aeroporto de Lisboa

Receitas do Sá Carneiro vão pagar aeroporto de Lisboa - O decreto-lei que dá a concessão dos aeroportos nacionais à ANA estabelece que 1,5% das receitas de todos os aeroportos, incluindo o Sá Carneiro, serão utilizadas para financiar o Novo Aeroporto de Lisboa. Adicionalmente, o decreto-lei não estabelece como obrigação da concessionária o cumprimento do Plano de Expansão do Aeroporto Francisco Sá Carneiro nem o menciona, podendo este ser rejeitado pela concessionária.

Deixo aqui duas notas: como não é novidade, a "gestão em rede" tão defendida pelo Governo e pela Ana limita-se a isto: o Aeroporto Sá Carneiro, numa fase inicial subsidia o NAL com as suas receitas, e numa segunda fase subsidiará com a limitação de investimentos e com desvio de passageiros.

A segunda nota, é que o Aeroporto Sá Carneiro, com a capacidade actual (6 milhões de passageiros), irá previsivelmente entrar em ruptura em 2012. É imperiosa, e de acordo com o Plano de Expansão do Aeroporto, é necessária a expansão da uma capacidade de 9 milhões de passageiros. Este é um investimento necessário e relativamente diminuto (face às últimas expansões do Sá Carneiro ou da Portela) para a capacidade adicional que proporciona. Estará o Plano de Expansão do Aeroporto a ser "congelado"? Os actores da região deverão estar atentos a este assunto.

Sem comentários: